segunda-feira, 22 de março de 2010

DICA 2 - As origens das Ciências Sociais. Seus primeiros passos

AS ORIGENS DAS CIÊNCIAS SOCIAIS: OS SEUS PRIMEIROS PASSOS

- Conhecer o que foi a Revolução Industrial e suas conseqüências.
- Compreender porque a Revolução Industrial resultou da aplicação de - conhecimentos científicos;
- Identificar Augusto Comte como o pensador que denominou ciência social como Física Social, compreendendo o Positivismo a partir da Lei dos Três Estados, a classificação das ciências e a Religião da Humanidade.
Segunda metade do século XVIII
 invenção da máquina a vapor aumentou a capacidade produtiva.
 criação de fábricas em centros urbanos provocando grande migração de população do campo para as cidades.
 problemas sociais oriundos da falta de urbanização.
 Difusão do pensamento de que só uma ciência social daria solução.
Conhecimento Científico:
 Revolução Industrial atribuída à aplicação dos conhecimentos científicos da física newtoniana segunda metade do século XVIII
.
O Progresso na produção
 levou à criação de grandes centros industriais em cidades que não tinham condições de suportar a intensa migração do campo para a cidade por populações em busca de trabalho.
 pessoas se aglomeravam de maneira desorganizada em habitações precárias e insalubres.
 aparecimento de mendigos,
ladrões e aventureiros
 Ambientes assolados por
violência, fome e doenças.
A questão social
 dura e dramática novidade que desafiava os intelectuais a encontrar soluções fundamentadas no conhecimento científico.
 o conhecimento científico das ciências que estudavam os fenômenos naturais era o que faltava para tratar os fenômenos sociais, acreditavam os intelectuais
Houve busca de soluções?
Sim! A busca de uma ciência que correspondesse à uma Física Social, como viria a chamá-la Augusto Comte. O positivismo, neste caso, exige que o cidadão se caracterize como:
 ser cientista;
 não pensar de forma religiosa;
 rejeitar explicações sobrenaturais;
 buscar nos próprios fenômenos
 suas explicações e não em entidades
sobrenaturais.
Lei dos Três Estados
Teológico Metafísico Positivo
- para pensar e dizer a respeito dos fenômenos existentes os homens usaram, na sua evolução histórica, a imaginação teológica, a especulação metafísica e o pensamento científico (que apareceu pela primeira vez com a Matemática)
- os estados teológico, metafísico e positivo, já com a palavra “positivo” significa bem mais do que o “aplicável dado da experiência”, assim como significava para Saint-Simon.

“...a sociedade não é uma simples aglomeração de seres vivos (...); pelo contrário, é uma verdadeira máquina organizada, cujas partes, todas elas, contribuem de uma maneira diferente para o avanço do conjunto. A reunião dos homens constitui um verdadeiro SER, cuja existência é mais ou menos vigorosa ou claudicante, conforme seus órgãos desempenhem mais ou menos regularmente as funções que lhes são confiadas.” Saint-Simon (1760-1825)

Com base na Lei dos Três Estados, Augusto Comte elaborou a classificação das ciências, de acordo com o aparecimento histórico de cada uma e o progressivo abandono da imaginação teológica e da especulação metafísica no conhecimento.
Definição de Positivismo
Corrente Filosófica que marca nossa existência e nossa educação. “Tudo é relativo, eis o único princípio absoluto” (Comte)
 Veja a Quadrinha ao lado. O que você achou do diálogo entre as personagens?


 Para Comte, o método positivista consiste na observação dos fenômenos, subordinando a imaginação à observação.
 São sete palavras que resumem o pensamento de Comte:
REAL
ÚTIL
CERTO
PRECISO
RELATIVO
ORGÂNICO
SIMPÁTICO
 Para Henry Myers (1966), os positivistas deixaram de lado a busca pela explicação de fenômenos externos para buscar a explicação de elementos mais práticos e presentes na vida do homem.
 A representação máxima da influência do positivismo no Brasil foi o emprego da frase “Ordem e Progresso” na bandeira brasileira:
 O amor por princípio.
 A ordem por base.

 O progresso por fim.
 Considerando os fenômenos que as Ciências Sociais tratavam, da mais simples para a mais complexa, apareceram a Matemática, a Astronomia, a Física, a Química e a Biologia que, a começar pelo método dedutivo matemático, teriam somado métodos que possibilitaram o progresso do conhecimento científico e prepararam as condições para a mais complexa das ciências, aquela que trataria a mais complexa das realidades: A FÍSICA SOCIAL
Física Social: palavra criada por Augusto Comte em 1839.
Ciência Positiva dos fenômenos sociais, à qual deu o nome de SOCIOLOGIA.

NOTA: A Sociologia de Augusto Comte, contrariou o rigor científico dominante no século XIX e se desenvolveu somente entre os seguidores do Positivismo.
 A palavra Sociologia, passou a designar outros projetos de conhecimento científico de objetos de caráter social, como foram os trabalhos de Frederic Le Play e Herbert Spencer
 A definição do que seria realidade social, como realidade pura, como realidade que não se confundisse com outras.

Para Augusto Comte, os fenômenos sociais seriam derivados do que dizia ser a natureza gregária dos homens.
 Com essa ideia não era possível falar de realidade social como coisa isolada dos demais fenômenos.
.
Marx,e Weber, cada um a seu modo, fizeram isso e foram consagrados como clássicos das Ciências Sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário